Top 5 Viagens Literárias

  25/02/2016

Quando vi esse tema na blogagem coletiva do grupo Blogueiros Geek fiquei muito empolgada, que ideia genial falar sobre os lugares que eu já visitei através dos livros! E olha que não foram poucos, viu. Cada livro me leva pra novos universos cheios de lugares incríveis e me faz querer viver muitas aventuras por lá.

Seria fácil falar das viagens literárias que muitas pessoas amam, como Hogwarts, Nárnia e a Terra Média. Sério, quem leu sobre esses mundos e não teve vontade de fazer as malas e ir pra lá rapidinho? Impossível! Sem contar as pessoas como eu que ainda estão esperando suas cartas pra Hogwarts (agora talvez pra turma de supletivo hahaha Mas tá valendo). Então, pra sair da minha zona de conforto, escolhi falar sobre 5 viagens literárias incríveis e pouco conhecidas.

1. Five Hundred Kingdoms

Five Hundred Kindoms, livros sobre um reino fantástico criado por Mercedes Lackey.

Fonte: http://unisci24.com/

Não sei como essa série não é famosa, ela é muito legal! Tem todo o estilo dos contos de fada “de verdade”, sabe? Das antigas, como Branca de Neve e Cinderela. Nesse mundo que, como o nome já diz, é composto por 500 reinos, vivem tanto humanos quanto fadas e todo tipo de seres encantados, nem sempre se dando muito bem, é claro. A parte mais genial desse universo é A Tradição, uma força mágica que empurra as pessoas em direção a um destino de acordo com as semelhanças entre a vida da pessoa e algum conto de fadas tradicional, então por exemplo, uma moça que vive com sua madrasta má e irmãs de criação fatalmente se tornará uma Cinderela e terá um príncipe destinado a ela. Mas também tem uma parte inesperada e até mesmo traiçoeira da Tradição, por exemplo, o príncipe da Cinderela pode ter só 5 anos, e aí a pobre moça pode viver pra sempre escravizada pela madrasta.

A Tradição empurra as pessoas tanto pra contos de fadas com finais felizes quanto com finais trágicos, então existem as Fadas Madrinhas, humanas treinadas na arte da magia e muito, muito conhecedoras de todos os detalhes da Tradição. Elas são convocadas pelos reinos pra resolver os problemas que surgem, como um príncipe arrogante ou um dragão assolando as fazendas. Cada reino é bem diferente do outro e todas as histórias são incríveis. É claro que dá medo de pensar que A Tradição poderia me levar por um caminho horrível, mas queria muito ir pra esse universo cheio de magia e ser uma Fada Madrinha ou uma Feiticeira pra resolver as tretas hahaha

2. Londres Steampunk Feérica

O Peculiar, duologia fantástica que se passa em Londres durante uma invasão de fadas.

Fonte: http://eddie-mendoza.deviantart.com/

Sim, uma das cidades mais incríveis do mundo sendo steampunk E feérica ao mesmo tempo. Por isso que as viagens literárias são as melhores haha. Muitos livros com temática steampunk se passam em Londres, mas a duologia O Peculiar é a primeira que vejo colocar no meio de Londres um portal para a Terra Antiga (a.k.a. mundo das fadas) e um monte de fadas passando por esse portal pra tentar dominar Londres. As fadas não conseguem cumprir seu objetivo e muitas são massacradas. De repente o portal se fecha e muuitas fadas ficam presas em Londres, obrigadas a viver com os humanos.

A classe alta das Fadas, os Sídhe, se misturam com o governo humano enquanto a classe baixa, como brownies e pixies, passam a morar no Cortiço das Fadas e basicamente ser escravizadas por humanos e fadas ricos (lavando suas roupas, sendo seus empregados, etc). Os humanos tentam de tudo pra impedir as fadas de usarem magia, porque isso as torna poderosas e assustadoras, então sinos soam a cada 5 minutos pra espantar a magia e é terminantemente proibido praticar qualquer tipo de magia.

Apesar de tudo isso os humanos não conseguiram domar todas a fadas, grande parte desse povo fundou sua própria  cidade, chamada Nova Bath (ao lado da cidade de Bath, que existe mesmo no interior da Inglaterra). Nesse lugar todos os seres mágicos podem viver sem se esconder ou serem humilhados pelos humanos, e a magia está em todo canto. Esse é o lugar que todos os ingleses mais temem e não se atrevem a chegar perto. É claro que é lá que eu adoraria viver muitas aventuras, né? No meio das fadas e da magia, mas com a comodidade da tecnologia a vapor. Já vou fazer minhas malas!

3. Cidades tracionadas

Mortal Engines, série steampunk.

Fonte: http://hexdimension.com/

Outro mundo steampunk incrível: as cidades tracionadas da série Mortal Engines. O universo é pós-apocaliptico, a humanidade evoluiu tanto sua tecnologia que acabou quase se destruindo completamente e destruindo boa parte do planeta junto. E quando a humanidade ressurge e se reorganiza em que época eles vivem? Na era vitoriana a vapor, obviamente hahaha Com as terras arruinadas as cidades não podiam mais ficar paradas no mesmo lugar, então elas se colocaram sobre esteiras e rodas (daí o nome “cidades tracionadas”) e passaram a vagar pelos continentes em busca de outras cidades pra comer, desmontar e usar os recursos daquela cidade morta pra fazer reparos e abastecer sua própria cidade.

A Caçada, que é como chamam o momento em que uma cidade maior está perseguindo uma cidade menor para acabar com ela, é uma das maiores diversões dos cidadãos das cidades grandes: eles ficam nas amuradas da cidade só pra ver tudo acontecer. Eles até chamam o processo de darwinismo municipal (como na seleção natural mesmo), onde só as cidades mais fortes sobrevivem. Mas é claro que tem aquelas pessoas que descobrem que comer as cidades menores não é tão natural assim, que os caçadores de recompensa não são tão maravilhosos quanto parecem e que se metem em aventuras por várias cidades tracionadas, entrepostos de comércio, dirigíveis e até a lama estéril que agora é o solo do mundo todo. E eu obviamente queria ser uma dessas pessoas.

4. A Colônia

Túneis, série de livros sobre uma cidade subterrânea e um culto religioso doido.

Fonte: http://iidanmrak.deviantart.com/

A Colônia é um dos meus tipos de viagem literária favoritos: uma cidade secreta que pode existir agora mesmo, bem embaixo dos meus pés! Na Era Vitoriana, numa cidade inglesa (sempre começa assim, né? hahaha), um cara chamado Martineau constrói uma cidade subterrânea chamada A Colônia, a qual pode ser acessada por passagens secretas encontradas em alguns lugares da superfície, como o porão de uma casa. É claro que o povo da Crosta, como é chamada a superfície da Terra nessa série, nem imagina que exista essa cidade.

Os habitantes da Colônia continuam vivendo como se fosse a Era Vitoriana, tem uma hierarquia de classe rígida, uma religião bitolante e nunca viram o sol. Eles se alimentam de cogumelos que criam em fazendas e os lugares são iluminados por globos luminosos que nunca acabam (afinal, quem iria querer viver na escuridão?). E você acha que é só? Não mesmo! Além da Colônia tem também As Profundezas, um lugar ainda mais fundo na Terra, bem desolado e pouco conhecido mesmo pelos habitantes do subterrâneo, e  pra onde os exilados da Colônica são mandados. É exatamente o tipo de lugar estranhíssimo e que ao mesmo tempo podia ser real que eu adoro e onde com certeza eu viveria muitas aventuras.

5. A Dança da Floresta

A Dança da Floresta, série de fantasia sobre 5 irmãs que visitam um reino mágico.

Fonte: http://ferdinandladera.deviantart.com/

Imagina se toda lua cheia você fizesse sombras com as mãos contra uma pedra da parede do seu quarto e assim abrisse um portal direto para uma floresta encantada? É exatamente isso que acontece no universo da Dança da Floresta. Toda lua cheia, cinco irmãs passam por esse portal e participam de uma festa incrível na qual elas conversam com feiticeiros, brincam com sátiros e dançam com todos os tipos de criaturas estranhas ao som de música mágica. Ao final da noite elas passam pelo portal de volta para o quarto e voltam a viver sua vida normal, até a próxima lua cheia. E é claro que tem aquela regrinha básica do mundo da fadas: não comer nada enquanto estiver lá! Senão a pessoa ficará prese para sempre no outro mundo. É perfeito demais!  Já estou fazendo sombras na parede do meu quarto pra ver se consigo ir viver uma aventura por lá também haha.

Quais foram as viagens literárias que você mais amou?

banner blogueiros geek

Posts Relacionados

6 thoughts on “Top 5 Viagens Literárias

  1. Mari

    Acho, só acho, que me apaixonei por todas as viagens literárias que você citou aqui. Não conhecia nenhuma delas, mas todas me parecem tão fantásticas que quero ler esses livros agora mesmo. O que são esses lugares??? Amei. Já entraram na minha lista do “Preciso Ler”.
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

    Reply
    1. Maeve Post author

      Essa é exatamente a pergunta: O que são esses lugares?! São tão incríveis que eu não sei como não são mais conhecidos, é um desperdício total. Fico feliz que agora você também os conheça e queira mergulhar nesses universos 🙂
      Beijoss

      Reply
  2. Dai Castro

    Sensacional! Eu não conhecia esses lugares e estou indo agora no google para pesquisar mais sobre cada um deles hahaha Toparia uma viagem agora mesmo para cada um desses locais encantados 🙂

    Reply
    1. Maeve Post author

      Uhuwl! Uma parceira de viagem! Hahaha Quando terminei de ler esses livros deu até um vazio no coração, como assim não fui teletransportada pra lá?! :p

      Beijoss

      Reply
    1. Maeve Post author

      Esses livros são DEMAIS, sério, recomendo muito! Se você quiser escolher um pra começar recomendo o A Dança da Floresta, é uma história completa em um livro só e é muito mágica <3

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *