Caprice: Música das Fadas

  07/09/2017

Caprice, banda de música de fadas e elfos

O Caprice é uma banda russa de música élfica e feérica. São 9 integrantes que se dividem entre instrumentos da música clássica e uma vocalista com a voz de uma verdadeira rainha das fadas. Sério, não dá pra explicar a voz dessa mulher! É delicada e assombrada ao mesmo tempo.

A voz combina perfeitamente com a melodia das músicas, que parece vinda direto do Mundo das Fadas. Quando você ouve só consegue se imaginar nas terras de lá, dançando num círculo de fadas, caminhando na floresta ou ouvindo histórias numa taverna.

A banda começou sua carreira com uma trilogia inspirada pelas obras de J.R.R.Tolkien e desde então já produziu 6 álbuns feéricos.

Caprice, banda de música de fadas e elfos, Elvenmusic

1. Elvenmusic

No primeiro álbum, Elvenmusic, cada faixa é uma versão cantada de diversos poemas da obra do Tolkien anterior a O Senhor dos Anéis. As músicas retratam desde passagens famosas como a queda do reino anão na Montanha Solitária e a história trágica de Amroth e Nimrodel, até poemas pouco conhecidos, como Princess Mee.

O álbum também traz uma música contando a história de como a rainha de Elfland se apaixonou pelo humano True Thomas. Essa lenda não é da obra do Tolkien, mas é um clássico na literatura feérica e está descrita no livro The Fairy Bible.

Caprice, banda de música de fadas e elfos, Girdenwodan Part 1

A história continua em Elvenmusic 2: The evening of the Iluvatar’s children. O título do álbum remete aos últimos dias de convivência entre elfos, anões, orcs e humanos na Terra Média, como é descrito em O Senhor dos Anéis. Novamente, as faixas trazem a versão cantada de vários trechos do Tolkien, mas agora que se passam na época da trilogia do anel.

Tem a canção da Galadriel, a jornada do Sam até a fortaleza de Cirith Ungol, e várias, várias músicas sobre elfos <3 . A última música do álbum é um poema do Tolkien que conta sobre os barcos que partem para Valinor. Entre as faixas tem também outros poemas que não fazem parte de O Senhor dos Anéis, como o romance de Beren e Lúthien, que esse ano foi lançado como um livro separado pela Houghton Mifflin.

Caprice, banda de música de fadas e elfos, Girdenwodan Part 1

A trilogia termina com Elvenmusic 3: Tales of the Uninvited. O álbum é completamente diferente dos dois primeiros. As letras foram criadas pelo próprio Caprice e quase todas as músicas foram escritas em Laoris, um idioma feérico inventado pela banda.

Apenas uma faixa do álbum, Faeries Stole Bridget, é cantada em inglês e mostra a perspectiva humana sobre o Mundo das Fadas. A música narra o rapto da garota Bridget, que pisou num círculo de fadas e foi levada para o outro reino por sete anos mortais. Claramente ela não leu as dicas de como não irritar as fadas hahaha.

Caprice, banda de música de fadas e elfos, Elvenmusic 3, Kywitt Kywitt

2. Kywitt! Kywitt!

Totalmente diferente da trilogia Elvenmusic, o álbum Kywitt! Kywitt! tem algumas das músicas mais animadas da banda. As faixas mostram uma visão humana do Reino das Fadas, mas  pensa só os efeitos da música e da comida das fadas num simples humano, é claro que tudo vai ficar meio distorcido e até alucinado, né? hahaha

O álbum começa com Dundelion Wine, um convite para provar o vinho das fadas e ficar bem loko (uma das melhores do Caprice!). E segue alternado entre músicas que contam histórias de personagens, como da moça que foi cortejada e traída por um ferreiro, em Blacksmith, e músicas totalmente alucinadas, como a própria Kywitt! Kywitt!, que dá nome ao álbum.

Caprice, banda de música de fadas e elfos, Girdenwodan Part 1 e 2

3. Girdenwodan

A segunda série de álbuns feéricos do Caprice vem com Girdenwodan – Part 1 e Girdenwodan – Part 2. Segundo a banda, Girdenwodan é um tipo de dança muito praticada no mundo das fadas. A palavra “Girdenwodan”, porém, foi criada apenas para o uso humano e o verdadeiro nome da dança deve permanecer em segredo.

Esses álbuns são bem diferente da trilogia Elvenmusic, que tinha o vocal mais assombrado e etéreo, e de Kywitt! Kywitt!, que tem músicas com cara de fantasia medieval. Girdenwodan usa mais instrumentos clássicos e mesmo assim o Caprice consegue dar às músicas uma sonoridade claramente feérica. A sensação é de que cada música poderia estar tocando numa grande festa no Reino das Fadas, com muita dança ao ar livre. Não dá pra explicar, só ouvindo mesmo!

 

Todos os álbuns, menos Giderwodan – Part 2, estão disponíveis no Spotify. Agora é só colocar os fones de ouvido e partir pro Mundo das Fadas <3

E você, já conhecia o Caprice? Qual é a música que mais te lembra o mundo das fadas?

Posts Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *