A liberdade de abandonar uma série

  11/02/2016

series-livros-tuneis

Até o começo do ano eu tinha essa ideia de que precisava terminar de ler as séries de livros que começava, mesmo sem gostar delas. E não é que eu terminava as séries não, eu só tinha uma sensação horrível de culpa e ficava pensando: já gastei tempo da minha vida pra começar a ler essa série, agora é minha obrigação de leitora terminar! A isso junta aquela culpa de ter gastado dinheiros no livro, especialmente quando comprei a série inteira de uma vez em alguma promoção do Submarino e logo no começo já percebi que não gostei. E vamos falar a verdade, também rolava aquela fantasia de que vou ser uma pessoa pior se abandonar uma série ou um livro, o livro vai ficar triste, o autor vai ficar triste, o mundo vai ficar triste. Pouco egocêntrica, né? hahaha. Mas era assim que eu ía vivendo, evitando as séries chatas com a culpa e a promessa de um dia terminá-las, mesmo sem nenhuma vontade.

Desde o ano passado eu comecei a me propor desafios literários. O desafio do ano passado foi não comprar mais livros já que tenho uma estante abarrotada de livros não lidos, e mesmo assim não terminei as séries chatas. Esse ano me propus o desafio de terminar todas as séries que já comecei pra me livrar logo dessas “obrigações”, porque assim não teria escapatória, né? E lá fui eu retomar uma série de 10 volumes que tinha parado no 5º há quase dois anos (e que tinha comprado completa pelo Submarino numa super promoção, óbvio). Comecei por ela porque achei que seria fácil, livros fininhos, realmente acreditei que conseguiria me obrigar a ler aquelas páginas só pra pactuar com a ideia insana que eu mesma coloquei na minha cabeça. Só que não, simplesmente não dava. Antes de chegar há 1/3 do livro já não aguentava mais e lembrei totalmente porque tinha parado de ler a série. E então eu percebi: não preciso terminar de ler as séries chatas!

Cheguei a essa conclusão numa das poucas noites livres em que consegui deitar confortavelmente na minha cama e tentei continuar a ler a tal série chata. Depois de uma hora de leitura só estava frustrada e com uma sensação horrível de tempo perdido. Quando eu conseguiria terminar aquela tortura e começar a ler os livros que parecem realmente legais, que me dão vontade de largar tudo pra ler? (E que até já estão na minha estante, só esperando pra serem lidos) Os dinheiros gastos em livros não deveriam me deixar feliz? Por que eu quero me obrigar a transformar minhas noites livres em pequenas sessões de tortura?? De onde tirei essa ideia louca? E aí eu tomei uma decisão: chega de terminar séries ruins!

O Skoob tá aí pra me ajudar a trocar esses livros que só trazem desgosto por livros maravilhosos que outras pessoas não souberam apreciar haha. Não preciso nem ficar triste pelos dinheiros gastos no livro, é só trocar lá. E a série não vai ficar chateada com você por desistir dela, nem o livro, nem ninguém. A única coisa ruim que pode acontecer é você desperdiçar o precioso tempo da sua vida lendo coisas que não tem nada a ver com você.  Então é isso: declaro liberdade a todos que não querem terminar uma série que é chata demais! Você não é obrigado a gostar de nenhum livro, até nossos autores favoritos escrevem caquinhas às vezes. E não é a gente que tem que desperdiçar tempo com isso!

Partiu ler séries maravilhosas que me fazem querer ficar lendo até tarde mesmo que precise acordar cedo no dia seguinte 🙂

Posts Relacionados

6 thoughts on “A liberdade de abandonar uma série

  1. Mari

    O meu grande problema com abandonar séries sempre era: ah, mas vai que melhore no próximo livro? Hoje já mudei isso na minha cabeça, a vida é muito curta para perder tempo lendo algo que não me empolga. Tem livro que eu já acabo o primeiro com a certeza de que aquela história não é pra mim. Logo, não vou correr atrás de ler o resto. Tem série que eu parei no primeiro, no segundo ou até no terceiro livro. O único personagem que eu achava que valia a pena morreu ou mudou totalmente? Desculpa, vou ler outra coisa, sem remorso nenhum. E deixo livro pela metade também, Chega, vamos otimizar o tempo para leituras. 😀
    Beijos
    Mari
    http://www.pequenosretalhos.com

    Reply
    1. maevesidhe Post author

      Adorei sua posição sobre os livros chatos 🙂 Você falou a maior verdade, a vida é mesmo muito curta pra perder tempo com essas coisas. E nem me fale das séries que tem dois livros legais e depois viram uma brisa sem fim, detesto também! Devia ser ilegal hahaha

      Beijoss

      Reply
  2. Isabele de Paula

    Olha, eu sou totalmente a favor de abandonar livros, viu?
    Ler tem que ser prazeroso, uma diversão e não um autoflagelo.
    Largo sem dó nem piedade.
    A vida é muito curta pra perder tempo com livros ruins. rs
    Bjs

    Reply
    1. maevesidhe Post author

      Você parece super decidida, assim que tem que ser! :p A vida é muito melhor mesmo gastando nosso tempo curto com as coisas que amamos <3

      Beijoss

      Reply
  3. Ana Paula Sial

    Compreendo essa sensação de ter que terminar a série… senti muito isso ano passado, que foi justamente quando resolvi me livrar dessas “obrigações” que nós mesmos criamos rs.
    Hoje não ligo mais pra isso e sou muito mais feliz por isso hehehehe
    bjsss 😉

    Reply
    1. maevesidhe Post author

      Exatamente isso! Agora pra mim obrigação auto-imposta só tomar sorvete e ler livros legais hahaha

      Beijoss

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *