Fadas, Deuses e Antepassados na Bruxaria Feérica

  07/07/2018

fadas-deuses-ancestrais-bruxaria-feerica-5

A Bruxaria Feérica é uma vertente da bruxaria que é baseada nas crenças tradicionais sobre as fadas na cultura celta e um pouco das crenças tradicionais sobre os elfos na cultura nórdica. É a religião moderna das fadas.

Os Deuses não são os únicos seres honrados na Bruxaria Feérica, afinal, o mundo está cheio de espíritos que podem influenciar a nossa vida e que por isso merecem ser honrados. Os três grupos de espíritos honrados pelos adeptos dessa vertente da bruxaria são as fadas, os Deuses e os antepassados.

Esses espíritos são honrados porque eles podem afetar a vida das pessoas de maneira concreta. Assim, a bruxa irá construir um bom relacionamento com eles, e em troca os espíritos poderão trazer boa sorte, saúde e bênçãos para a vida da bruxa.

A principal forma de honrar esses espíritos e manter um bom relacionamento com eles é fazer oferendas regulares a eles. Nas antigas histórias do folclore celta as oferendas mais comuns são leite, manteiga e pão.

Na Bruxaria Feérica as oferendas modernas mais comuns são leite, nata, pão ou outros alimentos assados, mel e porções de uma refeição. Queimar velas ou incenso também pode ser uma oferenda, assim como joias, arte e poesia. O ideal é não usar carne nesse tipo de oferenda porque isso pode atrair o tipo errado de espíritos do Outro Mundo.

Agora vamos ver exatamente quem são esses seres e qual é a melhor forma de honrá-los segundo a Bruxaria Feérica.

Fadas, deuses e antepassados são os espíritos honrados pela bruxaria feérica, a religião moderna das fadas baseada em crenças celtas

Photo by Igor Yemelianov on Unsplash

1. Fadas

Na Bruxaria Feérica, assim como no folclore celta, a palavra “fada” é usada para designar uma grande variedade de seres do Outro Mundo. Isso inclui desde espíritos minúsculos até gigantes monstruosos, desde pequenos duendes até elfos de tamanho humano, além de outras criaturas típicas do folclore irlandês como kelpies, cavalos que habitam as águas e podem tomar a forma humana, merrows, as sereias irlandesas, e selkies, focas que também podem tomar a forma humana. A descrição completa das crenças celtas sobre as fadas estão nesse post aqui.

Como a crença nas fadas é central na Bruxaria Feérica, esses seres costumam ser honrados no altar principal da bruxa. Na tradição irlandesa sexta-feira é o dia em que as fadas têm mais influência sobre as coisas no mundo mortal, por isso esse é um bom dia para fazer oferendas a elas.

Além disso, fadas também são honradas durante o Solstício de Verão, pois os feéricos que estão no nosso mundo nessa época tendem a ser os mais inclinados a simpatizar com os humanos. Para saber como esse solstício é comemorado na Bruxaria Feérica você pode acessar esse post aqui.

Photo by Robert Lukeman on Unsplash

2. Deuses

A Bruxaria Feérica é uma religião politeísta, ou seja, os seus adeptos acreditam em vários Deuses individuais, cada um com sua própria personalidade e presença. Esses Deuses não são facetas de um mesmo Deus principal, mas sim espíritos independentes.

Os Deuses mais cultuados nessa vertente da bruxaria são aqueles associados ao Povo das Fadas. Entre eles estão os Deuses irlandeses Tuatha de Danann, que significa “O Povo da Deusa Danu”. Entre eles estão Morrigan, Deusa da Batalha, Manannan Mac Lir, Deus dos Mares, Brigit, Deusa Poetisa e Dagda, Deus da Fertilidade e Magia.

Para um guia completo dos Deuses da Irlanda recomendo o livro “Gods and Goddesses of Ireland: A Guide to Irish Deities” da autora Morgan Daimler. Lá ela fala tudo sobre a história, a mitologia e o simbolismo de cada Deus e Deusa. Se você quiser que eu faça um post mais aprofundado sobre os Deuses irlandeses deixa um comentário nesse post!

Outros Deuses celtas cultuados na Bruxaria Feérica são a escocesa Nicneven, Deusa das bruxas e uma Rainha da Terra das Fadas, e o galês Gwynn ap Nudd, Deus do Outro Mundo e um Rei das Fadas.

A bruxa pode tanto honrar todos os Deuses em seu altar principal quanto pode ter um altar específico para os Deuses de quem se sente mais próxima. Outra opção é manter um altar específico no qual a bruxa honra Deuses que têm um mesmo propósito, como por exemplo saúde ou cura. Oferendas para os Deuses podem ser feitas a qualquer momento e incluem os tipos de oferenda descritas no início desse post.

Fadas, deuses e antepassados são os espíritos honrados pela bruxaria feérica, a religião moderna das fadas baseada em crenças celtas

Photo by Tikkho Maciel on Unsplash

3. Antepassados

Os espíritos dos nossos antepassados estão sempre olhando por nós. Eles têm um interesse pessoal no nosso sucesso que a maioria dos espíritos não têm. Além disso, nas histórias antigas o mundo dos mortos se mistura ao Outro Mundo, com pessoas falecidas muitas vezes aparecendo entre os feéricos (como já expliquei nesse post aqui). Assim, para a Bruxa Feérica é fundamental construir um bom relacionamento com os antepassados.

Para honrar os antepassados a bruxa pode começar com uma homenagem simples, como colocar as fotos dos seus entes queridos falecidos em algum lugar da casa em que ela passe com frequência. Uma opção mais elaborada seria criar um altar específico para os antepassados com fotos das pessoas que já partiram e objetos relacionados a elas. Se você não está acostumada com a prática de honrar os antepassados pode começar com as fotos de uma ou duas pessoas que eram mais próximas de você e depois ir expandindo conforme se sentir confortável.

Os antepassados não precisam necessariamente estar relacionados à bruxa por laços de sangue. Eles também podem ser pessoas que eram amigas muito próximas ou que amavam você como se fosse família. Fica a critério da bruxa decidir quem conta como família ou não para ela.

Para construir um bom relacionamento com os antepassados você pode acender uma vela branca em honra a eles e fazer oferendas de alimentos e bebidas que a pessoa gostava quando era viva. Se você não tem certeza do que a pessoa gostava pode fazer oferendas mais gerais como chá, café e pão.

Os ancestrais são honrados especialmente nos festivais de Samhaim, um dos quatro festivais principais da Bruxaria Feérica, e Yule, o Solstício de Inverno. Para saber como esses festivais são comemorados na Bruxaria Feérica você pode acessar esse post e esse outro também.

Fadas, deuses e antepassados são os espíritos honrados pela bruxaria feérica, a religião moderna das fadas baseada em crenças celtas

Photo by Nathalie Jolie on Unsplash

Um aviso sobre oferendas

A bruxa deve pensar bem antes de começar a fazer oferendas a esses espíritos. Se ela começar a fazer oferendas regulares e depois parar de fazer, isso vai trazer má sorte.

É uma questão de lógica: se você começa a fazer coisas para se aproximar de alguém, e de repente para de fazer e esquece da pessoa, a pessoa não vai gostar muito, certo? Provavelmente ela vai ficar brava com o seu descaso. O mesmo acontece com os espíritos. Se você começa a fazer coisas para se aproximar deles e de repente para, eles não vão gostar e isso pode se refletir na sua vida como má sorte.

Existem muitos espíritos que podem ser honrados para atrair bênçãos e saúde para a nossa vida. Na Bruxaria Feérica os principais deles são as fadas, os Deuses e os antepassados. Agora que você já sabe a importância de cada um deles e como honrá-los de forma apropriada, já pode fazer a escolha de construir um bom relacionamento com esses espíritos incríveis e trazer ainda mais prosperidade para a sua vida 😊

Referência: Fairycraft – Following the Path of Fairy Witchcraft, Morgan Daimler, 2016.

Fadas, deuses e antepassados são os espíritos honrados pela bruxaria feérica, a religião moderna das fadas baseada em crenças celtas

Você também pode gostar desses posts

Rituais lunares para se conectar com as fadas

  24/05/2018
Rituais lunares celtas para se conectar com as fadas na Bruxaria Feérica na lua crescente, cheia, minguante e nova

Photo by Billy Huynh on Unsplash

A lua tem grande influência sobre a magia e também sobre nossa conexão com o Mundo das Fadas. A lua cheia e a lua minguante são os momentos em que a energia das fadas está mais presente no nosso mundo.

Para honrar essas duas fases da lua você pode fazer um ritual em homenagem aos Deuses liminares, que são os Deuses da Terra das Fadas. Já as outras duas fases podem ser reconhecidas com um aceno de cabeça e uma prece.

Os rituais descritos a seguir são baseados na Bruxaria Feérica, a religião moderna das fadas. Como essa tradição tem algumas diferenças importantes em relação a outras tradições neopagãs, é importante também conhecer um pouco sobre como são celebrados os rituais na Bruxaria Feérica.

Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Photo by freestocks.org on Unsplash

Como celebrar rituais na Bruxaria Feérica

Todas as tradições e rituais descritos a seguir são referentes à Bruxaria Feérica, que é a religião moderna das fadas. Ela é baseada em crenças tradicionais sobre as fadas na cultura celta e um pouco das crenças tradicionais sobre os elfos na cultura nórdica.

São convidados para participar dos rituais os três Poderes honrados por essa religião, sendo eles: as fadas amigáveis aos humanos, os antepassados e os Deuses liminares, que são Deuses do Mundo das Fadas.

Na cultura celta o ano é dividido em duas partes, sendo uma clara e a outra escura. A metade clara do ano (primavera/verão) é regida por dois Deuses liminares: a Senhora da Floresta Verdejante e o Senhor da Floresta Selvagem. Já a metade escura do ano (outono/inverno) é regida por outros dois Deuses do Outro Mundo: a Senhora do Vento e o Caçador da Floresta de Inverno.

Quanto às fadas, é importante lembrar da crença tradicional de que elas não gostam de ser chamadas dessa forma. Por isso, durante os rituais você deve se referir a elas por meio de eufemismos como Daoine Sí, Bom Povo, Bons Vizinhos, entre outros. Você pode conhecer todos os eufemismos e o motivo para o seu uso nesse post aqui.

Todos os rituais começam com a queima de um incenso para limpeza energética, seguida por acender algumas velas no altar e convidar os Poderes para se juntarem a você no ritual. Então podem ser feitas preces, trabalhos mágicos ou meditação. Depois disso são feitas oferendas aos Poderes convidados e uma divinação para verificar se as oferendas foram bem recebidas. O ritual termina quando você convida os poderes a partir. Peça que haja paz e amizade entre você e os Daoine Sí e agradeça os Deuses liminares e os antepassados.

Não há o uso de um círculo mágico para conter a energia do ritual ou proteger você. Por isso é importante conhecer bem todas as formas de se proteger sozinha de espíritos mal-intencionados.

A divinação pode ser feita da forma que você preferir, usando o método com que você se sente mais confortável (por exemplo, pêndulo, tarô, runas, ogham, etc).

Agora sim, os rituais 😊

Rituais lunares celtas para se conectar com as fadas na Bruxaria Feérica na lua crescente, cheia, minguante e nova

Photo by Ganapathy Kumar on Unsplash

Rituais lunares para se conectar com as fadas

Lua crescente

A lua crescente é um momento de energia adequada para todas as coisas relacionadas a crescimento e aumento. É a época ideal para focar nossos esforços em tudo que desejamos nutrir ou atrair mais.

Lua cheia

A lua cheia é um bom momento para fazer trabalhos mágicos. Também é uma época indicada para renovar alianças ou cumprir promessas que você tenha feito. Você pode selar essa renovação de intenção com uma oferenda específica. Algumas oferendas comumente usadas na Bruxaria Feérica são leite, nata (ou creme de leite), pães e bolos.

Nessa fase da lua você pode fazer um ritual para se conectar com o Outro Mundo e honrar os Deuses Feéricos que regem a metade clara do ano (primavera/verão): a Senhora da Floresta Verdejante e o Senhor da Floresta Selvagem.

Lua minguante

A lua minguante é um momento de diminuição e banimento. Tudo que precisa ser cortado ou diminuído deve ser feito nessa época. O último crescente de uma lua minguante tem o nome de lua escura.

Um ritual pode ser feito nessa lua para honrar as deidades da metade escura do ano (outono/inverno): a Rainha do Vento e o Caçador da Floresta de Inverno. Esse ritual é o momento ideal para fazer meditações e jornadas astrais.

Lua nova

A Bruxaria Feérica reconhece a lua nova quando o primeiro brilho prateado da lua aparece no céu. Segundo tradições irlandesas e escocesas, esse reconhecimento pode ser feito com um aceno de cabeça e também encostando em algo de prata, geralmente um anel que a pessoa esteja usando.

Agora que você já aprendeu como honrar cada fase da lua segundo as tradições celtas é hora de aumentar sua conexão com as fadas por meio desses rituais na próxima fase lunar 😊

Referência: Fairycraft – Following the Path of Fairy Witchcraft, Morgan Daimler, 2016.

Rituais lunares celtas para se conectar com as fadas na Bruxaria Feérica na lua crescente, cheia, minguante e nova

Você também pode gostar desses posts

Rituais sazonais para se conectar com as fadas – Solstícios e Equinócios

  18/05/2018
Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Photo by Annie Theby on Unsplash

Os rituais sazonais são um ciclo de 8 datas celebradas ao longo do ano para reconhecer e honrar as mudanças das estações. Essas datas se originaram na cultura celta e fazem parte de muitas religiões neopagãs. Na Bruxaria Feérica, a religião moderna das fadas, não é diferente.

Quatro dessas datas correspondem aos chamados Festivais do Fogo: Samhaim, Imbolc, Bealtaine e Lúnasa. As outras quatro marcam o início de cada estação do ano e correspondem aos solstícios e equinócios.

A seguir estão descritos o significado e os rituais associados a cada um dos solstícios e equinócios segundo a Bruxaria Feérica. Para saber mais sobre os solstícios e equinócios, você pode acessar esse post aqui.

Mas antes, uma pequena explicação sobre as particularidades da Bruxaria Feérica.

Rituais sazonais na Bruxaria Feérica

Todas as tradições e rituais descritos a seguir são referentes à Bruxaria Feérica, que é a religião moderna das fadas. Ela é baseada em crenças tradicionais sobre as fadas na cultura celta e um pouco das crenças tradicionais sobre os elfos na cultura nórdica.

Para a Bruxaria Feérica, as celebrações sazonais começam ao pôr do sol da data estipulada e duram até o pôr do sol do dia seguinte. Além disso, são convidados a participar dos rituais os três Poderes honrados por essa religião, sendo eles: as fadas amigáveis aos humanos, os antepassados e os Deuses liminares, que são Deuses do Mundo das Fadas.

Na cultura celta o ano é dividido em duas partes, sendo uma clara e a outra escura. A metade clara do ano (primavera/verão) é regida por dois Deuses liminares: a Senhora da Floresta Verdejante e o Senhor da Floresta Selvagem. Já a metade escura do ano (outono/inverno) é regida por outros dois Deuses do Outro Mundo: a Senhora do Vento e o Caçador da Floresta de Inverno. Assim, em cada ritual devem ser honrados os Deuses liminares que estiverem regendo a parte do ano em questão

Quanto às fadas, é importante lembrar da crença tradicional de que elas não gostam de ser chamadas dessa forma. Por isso, durante os rituais você deve se referir a elas por meio de eufemismos como Daoine Sí, Bom Povo, Bons Vizinhos, entre outros. Você pode conhecer todos os eufemismos e o motivo para o seu uso nesse post aqui.

Nos rituais não há o uso de um círculo mágico para conter a energia do ritual ou proteger você. Por isso é importante conhecer bem todas as formas de se proteger de espíritos mal-intencionados.

Ao final de cada ritual é sugerido fazer uma divinação para verificar se as oferendas foram bem recebidas. Essa divinação pode ser feita da forma que você preferir, usando o método com que você se sente mais confortável (por exemplo, pêndulo, tarô, runas, ogham, etc).

Agora sim, as comemorações e os rituais 🙂

Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Photo by freestocks.org on Unsplash

1. Solstício de Inverno

O Solstício de Inverno marca o início do inverno, sendo o dia mais curto e a noite mais longa do ano. Ele acontece entre os dias 20 e 23 de dezembro no hemisfério norte e entre os dias 20 e 23 de junho no hemisfério sul.

No hemisfério norte o Solstício de Inverno cai na mesma época do Natal e partilha algumas características com essa festa cristã. Isso acontece porque muitas das tradições do Natal são inspiradas crenças mais antigas, como a crença celta nas fadas.

Na Bruxaria Feérica essa é uma época de caridade e presentes podem ser dados para todas as pessoas com quem você interage (como lembrancinhas de Natal). Esses presentes geralmente são alimentos típicos da estação ou vale-presentes para um restaurante.

Esse também é um momento para honrar os mortos. Uma forma de fazer isso é colocar um lugar a mais na mesa no dia do solstício. Outras formas rituais estão descritas a seguir.

Ritual de Solstício de Inverno

Queime um incenso de limpeza energética e convide os Poderes. Você pode fazer uma prece anunciando que o inverno começou. Em seguida acenda uma vela branca no altar para honrar os mortos e para ajudar a guiar as almas errantes, já que nessa época os feéricos mal-intencionados, como a Caçada Selvagem, têm maior influência sobre o mundo humano.

Nesse momento você pode fazer um trabalho mágico ou uma meditação. Caso você não queira fazer nenhum dos dois, pode começar a fazer as oferendas.

Oferendas tradicionais para esse ritual são biscoitos e leite. Também é costume fazer uma oferenda especial de mingau com um pouco de manteiga para o espírito da casa como forma de demonstrar gratidão. Faça divinação para verificar se suas oferendas foram bem recebidas. Por fim, convide os poderes a partir. Peça que haja paz e amizade entre você e os Daoine Sí. Agradeça os Deuses liminares e os antepassados.

Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Photo by Kris Atomic on Unsplash

2. Equinócio de Primavera

O Equinócio de Primavera marca o início da primavera, sendo um momento em que a duração do dia e da noite está em equilíbrio. Ele acontece entre os dias 20 e 23 de março no hemisfério norte e entre os dias 20 e 23 de setembro no hemisfério sul.

Nessa época o calor está visivelmente começando a superar o frio e se inicia a metade clara do ano. É um bom momento para estabelecer novos objetivos e escolher o que você vai nutrir durante a estação de crescimento que está começando.

Na Bruxaria Feérica essa é também uma época para celebrar os antepassados mais próximos de nós. Podemos fazer isso contando histórias sobre eles e fazendo uma refeição com os alimentos que eles gostavam.

Você pode saber mais sobre a comemoração tradicional celta da Páscoa nesse post aqui.

Ritual de Equinócio de Primavera

Queime um incenso de limpeza energética e convide os Poderes. Você pode fazer uma prece ressaltando o equilíbrio desse período e pedindo que você também encontre o equilíbrio na sua vida e no seu caminho mágico entre esse e o Outro Mundo.

Nesse momento você pode fazer um trabalho mágico ou uma meditação. Uma sugestão é fazer uma pulseira com as suas intenções para esse ano. Escolha três cores de lã ou linha que representem as energias ou objetivos que você quer nutrir nos próximos seis meses. Teça uma pulseira com essas três cores de fios. Essa pulseira pode tanto ser usada quanto ser deixada no seu altar. Em seguida, faça as oferendas.

Oferendas tradicionais para esse ritual são leite e ovos. Continue o ritual como de costume. Faça divinação para verificar se suas oferendas foram bem recebidas. Por fim, convide os poderes a partir. Peça que haja paz e amizade entre você e os Daoine Sí. Agradeça os Deuses liminares e os antepassados.

Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Photo by Dakota Roos on Unsplash

3. Solstício de Verão

O Solstício de Verão marca o início do verão, sendo o dia mais longo e a noite mais curta do ano. Essa data é muito associada às fadas, especialmente à Deusa irlandesa Áine, que é vista como uma Rainha Feérica.

Essa é a melhor época do ano para interagir com as fadas, pois aquelas que estão no nosso mundo nesse dia tendem a ser as mais inclinadas a simpatizar com os humanos.

É também o momento ideal para procurar novos aliados e fazer novos amigos no Outro Mundo. Isso pode ser feito por jornada astral, meditação ou estendendo suas oferendas a novos Poderes (Deuses, espíritos, etc).

Ritual de Solstício de Verão

Queime um incenso de limpeza energética e em seguida queime um incenso para bênçãos ou pétalas de rosas. Então convide os Poderes. Você pode fazer uma prece ressaltando que essa é uma época de celebração e também de maior atividade das fadas no mundo mortal. Também pode ser feita uma prece pedindo por proteção durante o período.

Nesse momento você pode fazer um trabalho mágico ou uma meditação. Caso você não queira fazer nenhum dos dois, pode começar a fazer as oferendas.

Oferendas tradicionais para esse ritual são doces, leite, mel, bolo e flores. O bolo deve ser repartido entre os Poderes, a pessoa que o preparou e seus entes queridos. Você também pode fazer uma oferenda específica para os espíritos da terra.

Faça divinação para verificar se suas oferendas foram bem recebidas. Por fim, convide os poderes a partir. Peça que haja paz e amizade entre você e os Daoine Sí. Agradeça os Deuses liminares e os antepassados.

Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Photo by Timothy Eberly on Unsplash

4. Equinócio de Outono

O Equinócio de Outono marca o início do outono, sendo um momento em que a duração do dia e da noite está em equilíbrio. Ele acontece entre os dias 20 e 23 de setembro no hemisfério norte e entre os dias 20 e 23 de março no hemisfério sul.

Essa é uma data de reflexão e introspecção. É o momento em que as coisas que estabelecemos como metas na primavera estão prontas para serem colhidas.

É também um momento de fazer caridade. Você pode fazer doações para uma organização que ajuda os mais pobres, de preferência que ajuda as pessoas da sua própria comunidade.

Um bolo especial pode ser assado para representar a fartura do ano que está chegando ao fim. Uma refeição de cordeiro ou ganso pode ser feita após o ritual.

Ritual de Equinócio de Outono

Queime um incenso de limpeza energética e convide os Poderes. Você pode fazer uma prece ressaltando a gratidão pela colheita de tudo que você plantou e nutriu ao longo do ano que está terminando. Também podem ser pedidas bênçãos de fertilidade da terra e proteção da comunidade.

Nesse momento você pode fazer um trabalho mágico ou uma meditação. Se você fez uma pulseira no Equinócio de Primavera, pode queimá-la agora para colher simbolicamente suas intenções. Ou então você pode escrever suas conquistas num papel e queimá-lo. Em seguida, faça as oferendas.

Oferendas tradicionais para esse ritual são bolos. Faça divinação para verificar se suas oferendas foram bem recebidas. Por fim, convide os poderes a partir. Peça que haja paz e amizade entre você e os Daoine Sí. Agradeça os Deuses liminares e os antepassados.

Agora que você já conhece o significado e a forma de celebrar os solstícios e equinócios à maneira feérica, já pode começar a celebrá-los e aumentar sua conexão e amizade com as fadas 🙂 E se você quer saber mais sobre os Festivais do Fogo é só acessar esse post aqui.

Referência: Fairycraft – Following the Path of Fairy Witchcraft, Morgan Daimler, 2016.

Rituais sazonais da cultura celta para se conectar com as fadas: Samhaim, Solstício de Inverno, Imbolc, Equinócio de primavera, Bealtaine, Solstício de Verão, Lúnasa e Equinócio de Outono

Você também pode gostar desses posts